PROBLEMAS COM ILUMINAÇÃO PÚBLICA? Abrir um chamado Consultar protocolo

BHIP é destaque no Jornal Estado de Minas


29 de agosto

A partir do final de outubro, moradores da capital mineira vão notar mudanças que pretendem diminuir a escuridão e aumentar a segurança no período noturno em quatro pontos importantes para a cidade. Essa é a previsão da Belo Horizonte Iluminação Pública (BHIP), concessionária que assumiu a gestão do serviço em BH e promete, dentro de pouco mais de dois meses, inaugurar novas luminárias no Viaduto Santa Tereza, Praça Duque de Caxias (Santa Tereza), Praça do Papa e Mirante das Mangabeiras, dando andamento aos 13 projetos considerados de destaque na cidade, previstos no contrato de concessão do serviço. São pontos turísticos e de lazer que atualmente sofrem com iluminação precária, cenário que atrai usuários de drogas e favorece a prática de crimes. A BHIP já havia anunciado os projetos para a Praça da Liberdade, incluindo dois pontos de destaque, que também estarão prontos no fim de outubro, mas o cartão-postal passa atualmente por reformas e só será reaberto ao público em novembro.

Dentro do que a empresa considera o primeiro marco da implantação dos projetos de destaque, previsto para ser concluído em outubro, estão seis dos 13 pontos. Outros quatro ficam para outubro de 2019 e os últimos três para outubro de 2020 (veja lista). Um dos mais esperados é a Praça do Papa, cartão-postal da cidade que historicamente sofre com problemas – como a presença de usuários de drogas –, ampliados pela escuridão do período noturno. Segundo o projeto da BHIP, a nova configuração prevê 181 pontos de iluminação na praça, entre trocas e acréscimos. Os destaques são a projeção do monumento da cruz, onde o papa João Paulo II celebrou missa em 1º de julho de 1980, iluminação de áreas verdes e também implantação de luminárias em segundo nível, que são mais baixas e servem para clarear as calçadas e áreas de pedestres. Outro detalhe do projeto é a presença de lâmpadas do modelo 3.000k, cujo brilho é mais amarelado. Já as 4.000k são consideradas da cor branco neutro, que se assemelham à luz da Lua. “A mudança na iluminação será drástica, tanto do ponto de vista da qualidade quanto do destaque do monumento”, afirma o presidente da BHIP, Marcelo Bruzzi.

As alterações também vão trazer vantagens à atividade comercial da Praça do Papa. Há dois anos com um carrinho de coco no local, Felipe Rafael Augusto soube da novidade pela reportagem. “Às vezes, o turista chega e fica com medo de ir ali (próximo à cruz). A gente sente até redução nas vendas à noite”, ressalta. Segundo ele, há cerca de oito meses havia um refletor próximo ao seu negócio, mas o objeto queimou por falta de manutenção. A pipoqueira Sueli Augusta também reclama da escuridão. “As pessoas ficam dentro do carro e me perguntam: ‘Tem algum problema se eu for lá pra baixo?’. Há muito questionamento em relação à segurança, apesar da presença de guardas municipais”, destaca.

Além da Praça do Papa, o primeiro marco da BHIP para os pontos de destaque ainda prevê novidades para o Viaduto Santa Tereza, equipamento importante tanto do ponto de vista arquitetônico quanto da cena cultural da cidade. O projeto inclui restauro e pintura dos 37 postes republicanos com 74 globos instalados na parte de cima do viaduto, além da readequação do sistema elétrico que compõe o monumento. Quatro refletores também serão instalados para projetar uma iluminação de destaque aos arcos do viaduto, a parte inferior ficará toda iluminada e os pilares da estrutura terão coloração luminosa diferenciada.

De acordo com Marcelo Bruzzi, as intervenções nos pontos de destaque vão mudar a dinâmica da cidade. “Teremos uma frequência muito maior de pessoas e até a permanência por mais tempo nesses pontos. A cidade vai oferecer ao cidadão possibilidade de lazer que não existe hoje”, afirma. Bruzzi acrescenta que em Los Angeles, cidade com perfil de iluminação parecido com o de BH (são 215 mil pontos na cidade dos Estados Unidos, contra 182 mil da capital mineira), a modernização levou sete anos e houve redução de 13% da criminalidade em um local que já tinha um nível de segurança considerável. “Em BH acreditamos que essa redução será ainda maior”, afirma. E é exatamente isso o que espera Valdeir Souza, que trabalha próximo ao elevado há 18 anos. “Abaixo do viaduto está muito escuro. Ali tem ladrão toda hora e várias pessoas são roubadas”. Mas ele teme que o trabalho termine perdido devido aos roubos frequentes de fiação elétrica.

A primeira parte de implantação das iluminações de destaque também inclui mudanças na Praça Duque de Caxias, no Bairro Santa Tereza, Leste de BH, e no Mirante das Mangabeiras, um dos principais pontos de contemplação da cidade. No Santa Tereza, as luminárias e projetores já estão instalados na praça. “Uma iluminação melhor permite que a praça fique mais acessível para a prática de esportes à noite”, diz o representante comercial Leonardo Lorenzato.

Enquanto isso…
…luminárias recebem identificação

Dos 182 mil pontos de iluminação pública de Belo Horizonte com a modernização prevista na cidade, 45 mil já estão implantados (3 mil a mais do que prevê o cronograma) com a tecnologia de LED, que é mais eficiente, nas regiões Barreiro, Venda Nova e Norte. As próximas regiões a serem contempladas serão a Nordeste e a Leste. Cada braço de luminária já modernizada está recebendo uma placa com um número específico, que permite à empresa identificar as coordenadas daquele ponto, além de conter informações gerais como altura do poste, largura da via e potência da luminária. O objetivo é agilizar os procedimentos de manutenção, principalmente nos locais onde as referências de localização são mais complicadas. Todos os serviços de manutenção podem ser acionados por três canais. Pelo telefone 0800-941-6789, pelo site da BHIP (www.bhip.com.br) e pelo aplicativo da BHIP para tablets e smartphones.


Mais notícias

Contato da Assessoria de Imprensa


boulanger.campos@linkcomunicacao.com.br

(31) 2126.8095 / 99893.2508

(Seg a Sex – 09h00 às 18h30)

Imagens oficiais


Acessar arquivos

Notícias, releases e notas oficiais


Ver notícias